menu close menu

A ditadura da beleza artificial

Barbie_velha


Por Julie Maria

Quer ter certeza de que estamos vivendo o fim do mundo? Vejamos um exemplo:

A edição desse mês da revista Marie Claire chegou às bancas da França com uma faixa roxa na capa com os dizeres ‘Edição 100% sem retoques’. Celebridades, personagens de matérias e até leitoras apareceram em fotografias sem nenhum traço de Photoshop.”[1]

Não retocar, manipular, plastificar, deformar, ridicularizar o ser humano agora virou manchete. É alarmante para qualquer observador da realidade a tragédia de tornar o ser humano um objeto manipulável a tal ponto que se torna polêmico uma atriz de 42 anos sair sem ser plastificada pelo photoshop numa capa de revista.

O mais contraditório é que estamos numa época onde todos se vangloriam da “libertação feminina”, da mulher não ser mais um “objeto sexual”, e poder ser “ela mesma” – e no entanto ela jamais foi forçada a ser uma “outra pessoa” tanto como é agora. Ai da mulher que não quiser ser retocada até ser desfigurada: ela estará fora do “mercado de trabalho”.

Algumas perguntas que não querem calar:

– Onde está a dignidade do ser humano?

– Onde está a verdadeira coragem destas mulheres que se tornam simples fantoches nas mãos de alguns loucos desvairados?

– Quando decidirão deixar de ser objetivizadas?

– Quando despertarão deste pesadelo que, com um falso glamour da ideologia do feminismo, se alarda por ter conquistado tantas coisas quando na realidade só piorou a situação para elas?

Esta ditadura da beleza artificial fez estragos em todos os campos: jamais a mulher foi reduzida, em tão grande escala, a um mero produto. Será que estamos num abismo moral tão grande que o Estado, como na França, tem que intervir para fazer uma lei obrigando os editoriais de moda/beleza a não manipularem o ser humano?

Passou da hora de reconhecermos que um boneco de plástico nunca se assemelhará à beleza real do ser humano. Que cada idade tem sua beleza, seu encanto e que cada pessoa, com suas expressões e com suas rugas, é o que de fato embelezam este mundo. Que sem graça quando vemos uma revista e todas, t-o-d-a-s as fotos, tem a mesma “falta” de expressão. É realmente patético. Falta muito para para esta civilização ser civilizada.

Ser modesta também exige aceitar a idade que temos. O fato de tantas pessoas entrarem no botox e aceitar serem “photoshopisadas” isto é, querer parecer aquilo que não é, revela um problema de identidade, que tem a raíz na falta de uma autêntica espiritualidade. Só esta pode dar as luzes para a pessoa compreender a sua beleza real e também a certeza que ser criado à imagem de Deus não pode se equiparar, jamais, a um simples e pobre boneco de plástico.




[1] Fonte aqui

Share This:

Comments Off on A ditadura da beleza artificial