menu close menu

Antigamente era possível ter uma família numerosa




irmaos


“Antigamente era possível ter uma família numerosa, hoje a realidade é outra”.


É muito comum as mulheres, ao justificar o porquê de quererem um número pequeno de filhos, utilizarem o argumento de que antigamente era mais fácil, e que é um absurdo hoje em dia pregar contra o controle de natalidade. Será que antigamente era mais fácil? As mulheres tinham que tirar o leite da vaca, o alimento era mais escasso, costurar a roupa dos seus filhos, não existia máquina de lavar e usavam fraldas de pano. Isso era mais fácil? De forma alguma.

O motivo que as famílias diminuíram não é porque é difícil na nossa realidade ter uma família grande, mas porque somos uma geração de cristãos mornos (daqueles que Cristo disse que seriam vomitados no juízo final), do tipo que não consegue tirar os olhos da vida terrena, não consegue abrir mão da vida mais confortável possível, de ter tudo que possa se comprar de melhor, ao invés de temer o pecado e se preocupar em primeiro lugar com conhecer e obedecer à Deus e só então buscar uma situação melhor aqui.


Estudar em escolas caras, dar presentes em datas comemorativas, ter quartos individuais para cada filho e comprar coisas caras são luxos. E absurdo mesmo é não entender que se você acha mais importante ter luxo do que estar aberta a mais filhos é porque está cego por slogans baratos, vive com o coração enraizado na vida mundana e não entendeu que “Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á”. Eu me pergunto, se nem filhos – que são uma benção de Deus – uma mulher hoje é capaz de aceitar, como seria se tivesse que dar a sua vida pelo nome de Cristo? Como todos os cristãos são chamados a estar prontos para. Será que vivendo uma vida tão focada no presente, acostumados com uma fé tão incapaz de superar dificuldades, iriam ter a força de passar sua preciosa vida dentro de celas, sendo torturados e por fim, sacrificar a si mesmos, só para Glorificar o nome de Deus?


Que fé é essa, que não é capaz sequer de acreditar na palavra de Deus e confiar em suas bençãos? Que situação é essa em que mulheres saudáveis, sem nenhum motivo para se fechar à vida, desprezam sua fertilidade? O mais irônico é que, ao se fecharem para sua vocação, por motivos autocentrados e egoístas, fecham-se também para mais felicidades e realizações próprias, presentes da divina misericórdia quando se confia plenamente nEle.




Share This:

Comments Off on Antigamente era possível ter uma família numerosa